Hífí: Design de Tecnologias Assistivas para Tetraplégicos

Neste projeto de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação buscamos trabalhar a inclusão social de deficientes físicos a partir do desenvolvimento de um projeto de Design de Interação aplicado à área da Tecnologia Assistiva. Foi desenvolvida uma interface para auxiliar pessoas que possuem limitação de movimento, a fim de proporcionar meios para que possam se tornar mais independentes em suas ações cotidianas.

A metodologia utilizada abrangeu práticas do Design Participativo, por meio da observação participativa de um usuário tetraplégico. A partir de uma série de entrevistas com registros em diários de campo, foi identificada a necessidade de desenvolver um equipamento que possibilite ao deficiente físico a realização de tarefas domésticas corriqueiras como operar um aparelho de TV e controlar a iluminação do ambiente, levando-se em conta suas restrições de movimento. Assim, foi desenvolvida como prova de conceito uma interface que, através do uso de sensores eletrônicos, permite ao tetraplégico a operação de um aparelho de TV através dos movimentos de seus ombros e sua cabeça.

O projeto de Iniciação Científica em Desenvolvimento Tecnológico (PIBIT) está sendo desenvolvido desde agosto de 2015 com o apoio do CNPQ, e o relatório da primeira fase do projeto pode ser acessado no link.

Por Beatrice Catarine


Sensor de movimento conectado a uma placa Arduino


Sensor infravermelho conectado a uma placa Arduino

Texte do sensor de movimento com o usuário